Press "Enter" to skip to content

Uma história para ser contada – Show do Pit

Boa noite, tudo belezura com você que ta ai no cel ou no “tabret” ou no pc? Tirando o frio, ta indo tudo bem aqui também, só to esperando a primavera chegar.

Ás vezes só de eu estar escutando uma música já me vem um tema novo para um post, odeio postar por postar, gosto de postar com minhas palavras e com meu jeito de escrever, e hoje…

Estava eu escutando Pitbull na volta pra casa ontem e veio a idéia de criar uma nova categoria aqui no blog: Uma história para ser contada. Já conto muitas coisas aqui, só falta algumas histórias que vocês ainda não sabem.
A história de hoje é sobre a ida ao show do Pitt em 18 de Outubro de 2012.
Eu estava quase acabando a facul, um amigo da mesma sala viu num site que ele (Pit) iria vir a SP. E nisso eramos super apaixonadas por ele (escuto ainda e sou apaixonada mas não como antes), eu, Thamara, Camilão e Ronaldo.

Então ele viu e nos contou, só que naquela época o valor tava um pouco alto, oque fazer?
Pegamos um cartão emprestado e parcelamos em 24x sem juros kkkkk brinks só em 20.
O show foi em outubro e precisávamos pensar em como a gente ia, até que chegou o grande dia…

O meu look não foi o dos mais lindos admito, tinha um gosto peculiar na época kkkk Pegamos um cometão básico até a Barra Funda em SP, não lembro muito o horário.
Nesse tempo eu e Gian Carlos estavamos nos conhecendo, antes que alguém pergunte, ele não curte e não foi.
Chegando lá todos nos encontramos e fomos até o Espaço das Américas do lado da estação e entramos.
Muito lindo o lugar, tudo preto com uns quadros bonitos e várias selfies lógico.

A gente pegou pista premium, então ficamos bem embaixo do palco, esqueci de mencionar que eu levei um cartaz (cartolina) escrito Tu cuerpo (nome da música) e I LOVE YOU bem grande kkkk (joguei fora depois kkk)

 

Começou com um puts puts de baladinha e estavamos bem anciosos para começar logo o show. Fizemos amizades lá e ficamos trocando ideia até o show começar.
– PINTAMOS OS BRAÇOS DE DALE –

Com uma cervejinha na mão foi lá e PAAAAH começou o show, acabei pisando no pé do Ronaldo de tanta emoção e gritaria e choro e gritaria de novo, Curtimos tanto o show, dançamos, e eu com aquele cartaz bem alto, até que num certo momento do show, Pit dignissimo Pitbull da Silva Pinto de Oliveira simplesmente deu aquela piscadinha pra mim e mandou um beijo, não, eu não estava nem perto de bebada. Dormiu nos outros 20 dias? Talvez não hahahahaha
Sem falar na toalha branca que ele jogou e todo mundo caindo em cima de todo mundo pra pegar kkkk

Ai gente ele ficou todo suado (com aquela roupa toda preta, nada sexy, me perdoa mozão) depois da segunda música em diante. E… ele canta, mas tem um pouco de playback sim, mas ele dança pra cassete. Pesquisem (se acharem no youtube) esse show aparece um cartaz lá na frente (com pessoas pedindo pra tirar da frente) e é demais o show dele, ele é muito animado.
Enfim para concluir (se falta algo do dia, quem estava comigo no dia me lembra por favor) abraçamos o guitarrista/baixista (não lembro) da banda e gritando: mano ele tocou no Pit e estamos tocando nele kkkk

E ele falando em inglês e não entendendo nada e vice versa kkkk
Depois tiveram o ideia de ir até o hotel que ele estava hospedado, mas desistimos.
Fomos para a estação e ficamos esperando o cometão até ás 04:00 se eu não me engano, e o show acabou umas 01:00 hahahaha
Comemos salgados e ficamos lá sentados conversando com os novos amigos do show. Deu 04:00 pegamos o cometão e fomos dormir na casa da Camilão.
Mano, foi dificil dormir naquele dia, lavei os braços dois dias depois hahahaha mas…

Foi isso, eu nem escrevo demais, mas expliquei tudo eu acho, espero que sim.
Até a próxima história e próximo post, um beijo da Tati 💋

Be First to Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *